segunda-feira, 21 de outubro de 2013

O Sorriso

O mundo é como um espelho: sorria para ele e só verá sorrisos.



Se há uma linguagem universal, essa é o sorriso. Você pode não falar o idioma de um determinado país, mas ao sorrir para as pessoas, todos o compreendem e retribuem.

O sorriso serve como cumprimento, como pedido de desculpas e como aceno silente e simpático quando olhares se cruzam.

Se você entra num ambiente e sorri para os que lá estão, é como se estivesse lhes dizendo: “Como vão? Estou feliz por vê-los”.

Se, ao conduzir seu Automóvel, comete um erro no trânsito, o sorriso pode significar: “Desculpe, amigo, foi sem querer”.

Em minhas aulas digo coisas capazes de fazer corar uma estátua de mármore, mas, como falo sorrindo, o público ri comigo e não se ofende.

Pessoas sisudas terminam por absorver uma impressão azeda do mundo, pois os demais vão refletir sua fisionomia e retribuir com a mesma frieza ou antipatia.

Treine todos os dias um exercício de musculatura da face: procure erguer os músculos que se situam bem abaixo dos olhos. São aqueles que os desenhistas costumam representar com um arco sob os olhos quando desejam indicar simpatia ou felicidade. O sorriso é o nosso grande trunfo. Denota civilidade, educação, delicadeza, confiança em si mesmo… e abre muitas portas! Acima de tudo, sorrir rejuvenesce mais do que uma cirurgia plástica e é muito mais barato.

Texto extraído do livro "Método de Boas Maneiras" de DeRose

Sem comentários: